Minha faculdade !

Minhas lindezas como vocês estão ? Hoje vou falar sobre a minha faculdade, sobre meu curso que como vocês já sabem é Direito.

Bom para começar eu separei alguns tópicos e vou falar sobre cada um deles.

Curso

Carreiras que podemos seguir

Mercado de trabalho

OAB

O curso :  O curso tem duração de 5 anos e ele é generalizado, ou seja, ele abrange todas as áreas jurídicas e da enfase as ciências humanas. Nos três primeiros anos de curso nós temos aulas teóricas de português, sociologia, teoria do estado e economia, também temos aulas tóricas de cadeiras especificas do curso de Direito que são das ares de direito civil, direito constitucional, direito penal, direito comercial, entre ouros e a partir do quarto ano de curso temos as aulas de cadeiras praticas como por exemplo medicina legal, mediação e arbitragem, entre outras, e que englobam todas as áreas que estudamos desde do inicio do curso até as ultimas disciplinas a serem cursadas, é também a partir do quarto ano que nós somos direcionados para os estágios práticos na própria faculdade e em outros lugares como escritórios, ministério público, justiça federal, etc. Lembrando que essas informações variam de faculdade para faculdade, a maioria das faculdades seguem grades iguais ou parecidas para que caso o aluno queira se transferir não haja tanta diferença mas outras faculdades tem grades totalmente diferentes umas das outras e isso dificulta muito a vida do aluno que quer se transferir, eu por exemplo ja passei por isso e confesso, é uma dor de cabeça enorme e que de qualquer forma isso faz com que o curso se transforme em uma bola de neve até o fim. 

Carreiras que podemos seguir: Gente quem faz o curso de Direito não pode reclamar das  opções de carreiras que temos, são varias e para todo tipo de personalidade eu por exemplo não gosto muito da parte de oratória que por exemplo é mais para quem quer militar como advogado, ou para quem quer ser promotor, eu gosto mais de investigações, gosto mais da área de medicina legal e da delegacia.

Então vamos as áreas que podemos seguir

Arbitragem internacional

Resolver disputas comerciais, fiscais e aduaneiras entre governos, empresas ou instituições de diferentes países

Direito civil

Representar interesses individuais e particulares em ações referentes a propriedade e posse de bens, questões familiares ou transações comerciais. A área engloba várias especializações: direito das pessoas, dos bens, dos fatos jurídicos, de família, das coisas, das obrigações e das sucessões.

Direito Administrativo

Aplicar a legislação que regulamenta órgãos e poderes públicos em sua relação com a sociedade.

Direito Ambiental

Trabalhar com questões que envolvam a relação do homem com o meio ambiente.

Direito Comercial

Intermediar as relações jurídicas no comércio. Aplicar as legislações federal, estaduais e municipais na abertura, no funcionamento e no encerramento de estabelecimentos comerciais.

Direito da Tecnologia da informação

Analisar as questões jurídicas ligadas ao uso da informática e às relações entre usuários, agentes e fornecedores, como provedores de internet, empresas de softwares, bancos e lojas virtuais.

Direito do consumidor

Aplicar as normas que concedem aos cidadãos direitos perante fornecedores de bens e serviços.

Direito Contratual

Representar pessoas físicas ou jurídicas na elaboração e na assinatura de contratos de compra e venda de bens ou serviços.

Direito de propriedade

Preservar e defender os direitos de autores sobre sua obra e protegê-los de roubos e falsificações.

Direito penal ou criminal

Preparar e apresentar a defesa ou acusação em ações referentes a crimes ou contravenções contra pessoas físicas ou jurídicas

Direito trabalhista e previdenciário

Representar pessoas ou empresas em disputas entre empregado e empregador, questões sindicais ou de previdência social.

Direito tributário

Cuidar de princípios e normas relativos à arrecadação de impostos e taxas, obrigações tributárias e atribuições dos órgãos fiscalizadores.

Advocacia pública

Defender cidadãos que não podem pagar processos judiciais. Atuar como procurador municipal, estadual ou da União, representando seus interesses, zelando pela legalidade dos atos do Poder Executivo em ações como licitações e concorrências públicas.

Delegacia de polícia

Elaborar inquéritos policiais, chefiar investigações e emitir documentos públicos.

Magistratura

Julgar processos e expedir mandados de prisão, de busca ou apreensão. O juiz federal julga causas de interesse da União que envolvam tributos federais e previdência social. O juiz da Justiça comum decide conflitos entre pessoas físicas, jurídicas e o poder público que não digam respeito à União, como questões de família e de tributos estaduais e municipais.

Ministério público

Defender os interesses da sociedade perante o juiz, promover ações penais, apurar responsabilidades e fiscalizar o cumprimento das leis. O promotor de Justiça representa os interesses dos portadores de deficiência e dos ausentes. Tutela direitos da criança, do adolescente e da família e ocupa-se das causas sociais, como defesa do ambiente, dos direitos do consumidor e do patrimônio cultural e histórico. Como procurador da Justiça, o bacharel exerce essas mesmas funções, só que em tribunais.

Mercado de trabalho: Bom por termos tantas opções de áreas a seguir também temos um vasto mercado de trabalho. O Direito esta entre os cursos mais procurados e com isso aumenta a nossa ”concorrência”  mas como há inúmeras possibilidades de carreiras e como o Direito esta sempre se atualizando e com isso abrindo novos leques para novas áreas faz com que seja um bom mercado e que as ”disputas” nesse mundo sejam justas, por isso quem faz Direito independente da área a seguir, deve sempre estar se atualizando de acordo com o mercado. Atualmente quem opta pelo Direito como curso, se direciona mais para os concursos públicos, ou seja, as carreiras públicas são o alvo do momento no mundo jurídico.

OAB:  Antes de mais nada o que é OAB? ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL.

Se liga ai porque se você for fazer Direito e quiser militar como advogado (a), você vai estar sempre ligado (a) a tão temida OAB. Sempre ouço a pergunta, ” Quando devemos começar a estudar para a OAB ?”, eu repondo ” A partir do momento em que estamos no útero”. (Essa foi uma das tipicas piadas que quem é do Direito sabe). Mas voltado a seriedade, comece a estudar desde o inicio do curso mesmo sem saber exatamente a área que vai seguir, porque a OAB cobra tudo, tudo mesmo, não é a toa que ela é temida desse jeito, ja adianto que muita gente depois que termina a faculdade corre atras de cursinhos para poder fazer a OAB, pelo menos todos os professores que eu tive, ja disseram que essa prática não é legal, pois passamos cinco anos na faculdade e ainda não obtivemos conhecimento a ponto de ir atras dos cursinhos ?, sempre ouço que quem procura pelos cursinhos é porque não deu o devido valor a faculdade.

A OAB é divida em duas fases, a teórica e a pratica. A teórica nada mais é, do que provas com questões objetivas e de caráter eliminatório. A pratica é uma redação de ”peça”, criar uma peça e responder algumas questões da área que você escolher para seguir.

E é isso o que eu tinha para falar sobre minha faculdade, que eu amo, não me arrependo por nada. Espero que eu tenha ajudado vocês nem que seja um pouquinho, qualquer duvida deixa aqui nos comentários ou entra em contato clicando aqui.

Fontes:

Minhas experiencias

Guia Do Estudante

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s